Monitoria na PUCSP

Em muitas situações dentro da universidade, principalmente quando somos calouros, acabamos nos deparando com dúvidas e inseguranças sobre como, por exemplo, deve ser feito algo segundo os moldes acadêmicos, como podemos obter melhores notas e como podemos entender algo de forma mais aprofundada dentro de cada matéria, uma vez que a universidade é um lugar completamente diferente da escola. Nesse sentido, os monitores acadêmicos são de suma importância para fazer com que os alunos se sintam acolhidos, ouvidos e seguros sobre seus respectivos trabalhos e suas dificuldades em cada aula. Além de facilitar a comunicação com cada professor, o que sobretudo, no período EaD se mostrou de extrema importância. Nessa lógica, é válido ressaltar que cada professor determina quantos monitores gostaria de ter em cada matéria, mas normalmente dois a três alunos são escolhidos para auxiliar durante o período de um semestre nas aulas dos estudantes que entraram do período anterior ao seu. Assim, cada monitoria acaba sendo única, visto que cada docente decide se deseja que os monitores o ajudem na correção de determinadas atividades ou na organização do curso, ou até na realização de dinâmicas durante as aulas. Todavia, é necessário lembrar que esse contexto pode mudar de estrutura com o retorno das aulas presenciais.
Apesar dessas possíveis mudanças, todos os estudantes a partir do segundo semestre na PUCSP podem ser monitores da matéria que desejarem, caso o professor tenha aberto vagas. Normalmente, o edital da monitoria é aberto no final de cada semestre, mas muitos professores tendem a avisar antes se haverá a possibilidade dos alunos se candidatarem e como será o processo de escolha. Para além, é importante ressaltar ser possível se candidatar para mais de uma monitoria em simultâneo, mas é necessário ter organização já que você deverá estar presente nessas aulas além das suas e, que ao ser monitor é possível obter, caso você realmente precise, uma pequena bolsa auxílio na mensalidade do curso. Tendo isso em vista, mostra-se importante dizer que esse processo seletivo na maioria das vezes se baseia em uma carta de motivação sucinta ou uma entrevista, nas quais é questionado a razão de você querer fazer essa monitoria e como ela vai auxiliá-lo. Assim, no final de 2020 eu passei por uma entrevista com uma das professoras que tive aula durante o segundo semestre e acabei sendo selecionada para ser uma das monitoras durante o primeiro semestre de 2021.
Desta forma, durante o meu terceiro semestre da faculdade além de comparecer as minhas aulas, eu atuei como monitora juntamente com outro estudante na matéria de Teoria de Relações Internacionais I, a qual eu havia achado extremamente interessante e importante. Mas, antes das aulas começarem nós fizemos em janeiro de 2021 uma reunião com objetivo de auxiliarmos na estruturação das aulas, apontando quais atividades acreditávamos ser importantes ou não e, como poderiam ser realizadas determinadas dinâmicas para que os alunos tivessem maior facilidade de compreender o conteúdo, mesmo estando a distância. Além de nos ter sido apresentado a proposta de que nós também corrigíssemos determinadas atividades para que, desta maneira, tornasse o processo mais rápido, pudéssemos aprender mais e estar mais atentos as dúvidas e dificuldades de cada aluno. Para mim, sem dúvida isso foi muito importante como estudante, para desenvolver minha escrita e comunicação, além de me permitir conhecer novas pessoas e me aproximar de uma das professoras que tenho mais admiração. Por isso, eu continuarei participando de novas experiências como essa e caso tenha a oportunidade eu recomendo fortemente que participe de monitorias, pois apesar de às vezes ser um pouco cansativo acaba sendo muito importante por ajudar os demais e pelo seu desenvolvimento pessoal.

(Visited 8 times, 1 visits today)

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.